Blog

Ano novo! Vida nova?

sinapsesPronto! Nós já estamos bem próximos do final de janeiro. Há pouco mais de três semanas atrás 7,2 bilhões de pessoas espalhadas pelo globo terrestre desejaram que as suas vidas melhorassem. Para a grande maioria são os recursos financeiros que não estavam nada bem, mas para outra parte bem expressiva eram os relacionamentos que estavam se degradando. Uma outra grande parcela de pessoas também tinha problemas físicos e estavam acima do peso.

Para todos que desejaram uma vida melhor, em 2017, eu lhes faço uma pergunta: O que essas pessoas já conseguiram mudar?

Para uma mudança duradoura precisamos entender que existem dois mundos: o mundo interno e um mundo externo. Ambos precisam ser dominados.

A grande maioria das pessoas se preocupam, unicamente, com o mundo exterior. Elas ganham dinheiro, tem um bom negócio ou estão bem na carreira, mas elas não se sentem felizes e realizadas.

Eu penso que o mundo interior deve ser dominado primeiro. Isso tem a ver com o seu estado psicológico. De nada adianta fama, carreira de sucesso, dinheiro e status. Quem se lembra do suicídio do ator Robin Williams? Ele tinha tudo isso, não é mesmo?

Para uma vida com significado e propósito todo ser humano deveria aprender a dominar duas habilidades. A primeira é a ciência da realização com todas as suas estratégias e ferramentas para movimentação de vida e progresso contínuo. Essa, hoje, é a minha especialidade. A aplicação deste ferramental pode comprimir anos em meses e a boa notícia é que este pode ser aplicado em todas as áreas da vida: carreira, finanças, negócios, saúde física e relacionamentos.

A segunda é o controle da mente. O nosso cérebro não foi criado para nos trazer felicidade. Ele é uma máquina complexa projetada para nos proteger. Há 2.000.000 de anos atrás ele serviu, barbaramente, para nos proteger do ataque de predadores nas savanas e o seu mecanismo de luta ou fuga foi decisivo para que estejamos aqui, nos dias atuais, mas, atualmente, ele é a raiz de muito stress e drama. Ele fica o tempo todo procurando pelo que pode estar errado, simplesmente, para nos proteger. Surgem pensamentos do tipo: “O que as pessoas estão pensando a meu respeito?” ou “E se tudo der errado?” O domínio da mente tem a ver com a escolha dos pensamentos que você aceita pensar. Seja rígido quanto a isso e use ferramentas para um rápido reposicionamento mental.

Bem, o texto está ficando longo demais, mas se você chegou até aqui parabéns. Isto significa que você pertence a um seleto grupo de pessoas interessadas em seguir rumo ao próximo nível da sua vida.

Se você gostou deste tipo de informação dá uma curtida que, em breve, falarei mais sobre o assunto.

Vamos seguir!

img_2237Autor: Julio Panzariello

Performance Coach, Fundador e Diretor-Executivo da JS Treinamentos & Coaching, já capacitou mais de 5.00o profissionais em diversas áreas de atuação, contribuindo para o aumento de resultados das pessoas, times e empresas. Julio possui larga experiência corporativa nas áreas de Auditoria, Controladoria e Marketing, tendo atuado em grandes empresas nacionais como Banco Nacional, Banco Bozano, Simonsen, Companhia Brasileira de Petróleo Ipiranga e multinacionais como Atlantic Richfield Company.

Sem comentários.

Postar um comentário